26 de Julho de 2013
Tubos galvanizados, processo e fabricação de tubos galvanizados

Entenda um pouco mais sobre o processo de galvanização na fabricação dos Tubos de Aço Carbono Galvanizado.

Pesquisas demonstram que a corrosão é a principal responsável pela perda de ferro no mundo. Entre os processos de proteção já desenvolvidos, um dos mais antigos e bem sucedidos é a zincagem por imersão a quente, ou como é mais conhecida, galvanização a fogo.

Trata-se de um processo químico que reveste o aço com zinco. Assim, o principal objetivo da galvanização a fogo é impedir o contato do material base, o aço (liga Ferro Carbono), com o meio corrosivo.

Como o zinco é mais anódico do que o elemento ferro na série galvânica, é ele que se corrói, originando a proteção catódica, ou seja, o zinco se sacrifica para proteger o ferro.

A galvanização a fogo pode ser encontrada em quase que todo tipo de aplicação e indústria onde o aço é empregado.

As indústrias de utilidades domésticas, processos químicos, papel e celulose, construção civil, automotiva e de transporte, para numerar algumas poucas, tem feito grande uso histórico da galvanização, no controle da corrosão. E elas continuam a fazer uso da técnica ainda hoje.

Por mais de 140 anos, a galvanização a fogo tem sido um sucesso comercial como método de proteção frente à corrosão de uma grande variedade de aplicações por todo o mundo.

Existe também a galvanização eletrolítica, que é a deposição do zinco em aço ou ferro através de corrente elétrica, ou seja, a corrente elétrica fornecida pelas redes de distribuição transformada de alternada para corrente contínua através de retificadores, para que possa haver a separação da corrente em duas partes, a positiva e a negativa (Anodo e Catodo).

Solicite seu Orçamento de Tubos Galvanizados